quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Eu devia era falar de carnaval

O estatuto do idoso garante vários direitos às pessoas da terceira idade. Quem trabalhou a vida toda por um futuro melhor para os filhos e netos e blablablá. Mas não vou escrever aqui um poeminha à la Pedro Bial.

Dia desses, fui a uma casa lotérica pagar uma conta. Estava cansada e com fome, mas fiquei lá na fila um bom tempo. Quase na minha vez, quem chega? Uma senhora toda bonitona, provavelmente havia acabado de sair do salão de beleza (direito dela à vaidade, concordo plenamente) e entra na frente de todos da fila. Nas mãos, um bilhete de jogo da Mega Sena ou qualquer outro semelhante. Ok.

Cena 2. Você, depois de um dia de trabalho exaustivo, consegue finalmente entrar no ônibus. E consegue aquele único lugar pra se sentar. Com uma observação: assento reservado (...) na ausência dessas pessoas o uso está liberado (qualquer coisa do tipo). E no ponto seguinte entra quem? A velhinha bonitona. Você é obrigado por lei a ceder seu lugar à distinta dama. E pela conversa com a amiga também bonitona que a acompanha, você logo percebe o destino de ambas: algum desses bailes da terceira idade.

Acho mesmo é que eles têm mais é que aproveitar a vida mesmo, sair, dançar, viajar, praticar esportes, tudo isso de maneira digna. Na maioria dos casos, realmente trabalharam muito durante a vida toda mesmo, mas têm alegria de viver e muita disposição pra tudo isso -muito mais do que um jovem que trabalhou o dia todo e não vê a hora de chegar em casa e finalmente descansar.

A culpa não é deles. Se o povo tivesse educação como um todo, não seria necessário marcar assentos ou tornar obrigatória a "furação de fila". Seria natural dar o lugar a alguém que percebêssemos que realmente precisa. E mais justo. Mas esse não é um blog educativo -e acho que eu seria processada se tivesse escrito o que realmente tive vontade.

2 comentários:

Eu disse...

Já comentei no MSN...
Queria só dizer 'oi'.
=D
Sempre amo seus posts. Qdo ñ amo, te falo, né?
Bjo

Ana Lucia Abrão disse...

Super fala! Tanto que não tem nenhum deles aí... hahaha
[Ou tem?]