sexta-feira, 29 de agosto de 2008

A caixinha dos queridos

Já que é "Meu Querido Diário" mesmo, vamos lá: para quem não está entendendo, eu estou bastante diferente de uns tempos pra cá. Pra melhor e pra pior, depende do seu ponto de vista.

Além da mudança natural que já vinha acontecendo (acredite: ter trinta anos faz toda a diferença, ao menos pra mim), estou passando por uma fase um tanto complicada, mas nada que eu não vá dar umas boas risadas depois de algum tempo. É sempre assim.

Pra quem não entendeu nada e nem faz questão de entender: beleza, obrigada pela visita, volte sempre. Pra quem faz questão de mostrar que vai estar sempre ao meu lado, preciso dizer que... eu já sabia! Não preciso citar nomes aqui, mas eu sei quem coloco na minha caixinha, e cada dia tenho mais certeza de que são as pessoas certas.

É claro que a caixinha não diz respeito só ao blog, tem gente de lá que nem sabe da existência do tal, tem quem sabe mas não tem tempo/paciência de vir aqui. Mas, como sempre, eu sei de tudo. Quem é, e quem não é.

3 comentários:

Eu disse...

Impossível não comentar... ^^
Ai, sexta à noite e estou afetadíssima por um filme que acabei de assistir. Quem sabe, de posse dos meu juízo perfeito, poderia comentar algo, digamos, mais construtivo... Para o momento, só posso dizer o quão importante é fazer parte dela e também que pretendo "morar" aí por muito... muito tempo, u know? Tipo, algo... pra sempre, sabe? ;)

Eu disse...

Ulha! Até erro de português tem... tamanha a minha "afetadice filmística"... hihihi

Darwin.Augusto disse...

"Não adianta ser. Tem que parecer."